Central de comunicação // Arquivos técnicos

23/07/2018

Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – Caged Resultado de Junho/2018

Por Superintendência Técnica da CNA

1. Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – Caged

Resultado de Junho/2018

O Ministério do Trabalho e Emprego divulgou no dia 20/07 o resultado de Junho/2018 do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Foram 1.167.531 admissões e 1.168.192 desligamentos, o que resultou no fechamento líquido de -661 postos de trabalho, que praticamente se manteve estável em comparação ao mês anterior. No acumulado do ano, considerando dados com ajustes (exceto junho, que ainda não tem os dados atualizados), o saldo está positivo em +392.461 empregos. Em 12 meses, o saldo está positivo em +280.093 vagas.

O resultado (-661) apresentou-se muito pior que as projeções de mercado. Entre as 17 projeções coletadas pelo Projeções Broadcast, a expectativa era de um saldo positivo que previa a abertura líquida de 12 mil a 68,8 mil postos, com mediana positiva em 35 mil postos de trabalho, sem ajuste sazonal. Não havia previsão de redução do número de empregos. Em comparação ao mesmo mês do ano passado, em junho de 2017, houve abertura líquida de +9.821 postos de trabalho, observando os dados sem ajuste.

A Agropecuária foi o setor que mais criou vagas no mês de junho. Como consta no Gráfico 1, esse apresentou abertura líquida de +40.917 postos de trabalho nesse mês. Houve 113.179 admissões e 72.262 desligamentos, equivalente à expansão de + 39,6% em relação ao mês anterior quando havia aberto +29.302 vagas, nos dados sem ajuste.

Gráfico 1. Saldo Movimento por Setores da Economia em Junho/2018

(Contratações – Demissões)

 

Houve abertura de vagas nas seguintes atividades agropecuárias em Junho/2018:

  • Cultivo de Café (+14.024 postos), especialmente em Minas Gerais (+14.583 postos) e São Paulo (+1.217 postos);
  • Atividades de Apoio à Agricultura (+11.297 postos), especialmente em São Paulo (+9.617 postos);
  • Cultivo de Laranja (+8.903 postos), especialmente em São Paulo (+7.673 postos) e Minas Gerais (+891 postos);
  • Cultivo de Plantas de Lavoura Temporária exceto cereais, algodão, cana-de-açúcar, fumo, soja e oleaginosas (+2.846 postos), especialmente em Minas Gerais (+1.063 postos).

Apesar da abertura mensal na oferta de vagas, algumas atividades do setor agropecuário apresentaram retração dos postos de trabalho. Os destaques foram:

  • Produção de Sementes Certificadas (-2.887 postos), especialmente em Minas Gerais    (-1.676 postos) e Goiás (-1.291 postos);
  • Cultivo de Cereais (-550 postos), concentrado no Rio Grande do Sul (-634 postos) e Paraná (-195 postos);
  • Criação de Aves (-378 postos), especialmente em Goiás (-161 postos), Paraná (– 64 postos) e São Paulo (- 60 postos);
  • Cultivo de Frutas de Lavoura Permanente, Exceto Laranja e Uva (-302 postos), concentrado no Rio Grande do Sul (-536 postos) e Bahia (-95 postos).

De uma forma geral, o resultado negativo não esperado para o mês de junho demonstra que o mercado de trabalho está refletindo certa desconfiança do setor privado em relação aos desdobramentos de acontecimentos como a greve dos caminhoneiros e o tabelamento de frete, além de sinalizar um enfraquecimento do próprio mercado.

O setor Agropecuário se destacou novamente pela contratação de mão de obra, principalmente, pelo bom desempenho das culturas de café e de laranja. E mesmo com todos os entraves que ocorreram no mês, é importante relatar que esse mês teve mais contratações (+40.917) que no mesmo período do ano passado (+36.827, dados sem ajuste), demonstrando que o agronegócio segue seu planejamento de ter uma produção tão alta quanto no ano passado e, com isso, deixa uma importante contribuição para a sociedade, com geração de renda e postos de trabalho. É importante ressaltar, no entanto, que o aumento da produção, geração de renda e postos de trabalho nem sempre implica em ganhos de rentabilidade aos empreendimentos agropecuários, especialmente em função de eventos externos à atividade.

Gráfico 2. Saldo Movimento em Jun/2018 - Total (Contratações – Demissões) por UF, sem ajuste

Gráfico 3. Saldo Movimento em Jun/2018 - Agropecuária (Contratações – Demissões) por UF, sem ajuste

  Renato Conchon – Coordenador
  Carolina Yuri Nakamura - Assessora Técnica
  Diego Humberto de Oliveira – Assessor Técnico
  Fernanda Schwantes - Assessora Técnica
  Paulo André Camuri – Assessor Técnico
  Sarah Benevides de Amorim – Estagiária

 

Veja também: