Central de Comunicação //

26/04/2018

Centro-Sul processa 22,21 mi/t de cana nos primeiros 15 dias da safra 2018/2019

Por Agrolink

A União da Indústria de Cana-de-Açúcar - Unica, divulgou na manhã desta quarta-feira (25), o balanço da primeira quinzena da safra 2018/2019 no Centro-Sul do Brasil, principal região produtora do País. Nesses primeiros quinze dias de abril, foram processadas 22,21 milhões de toneladas de cana-de-açúcar, 25,64% a mais do que no mesmo período da temporada anterior.

Já estão em operação, até o momento, 170 unidades, 8 a mais do que na temporada anterior. Para a segunda quinzena, espera-se o início da moagem em mais 57 unidade produtoras.

A maior quantidade de moagem quase não alterou a produção de açúcar em comparação ao mesmo período do ciclo anterior. Na primeira quinzena do mês foram fabricadas 713,77 mil toneladas, contra 707,22 mil toneladas em abril da safra 2017/2018. 

A maior parte da cana, portanto, foi destinada ao etanol, que somou 993 milhões de litros de etanol total, passando o mix de 60,63% para 68,50%. Do volume total produzido, 136,97 milhões de litros foram destinados ao etanol anidro e 856,29 milhões de etanol hidratado.

Com isso, cerca de 200 mil toneladas de açúcar deixaram de ser produzidas nesse início de safra por conta do aumento do mix para o etanol. "Se a produção de açúcar por tonelada de cana nesse ano tivesse sido mantida, o total produzido na primeira quinzena atingiria quase 900 mil toneladas", informou o diretor técnico da Unica, Antonio de Padua Rodrigues.
"O crescimento da produção de etanol na primeira metade do mês atingiu 44,65%, com 993,26 milhões de litros fabricados em 2018 ante 686,66 milhões observados na safra anterior", destacou ainda o relatório da Unica, que incorpora nesse volume, os 26,82 milhões de litros produzidos de etanol de milho.

Veja também