Central de Comunicação // CNA

27/07/2018

CNA e produtores de limão debatem no Mapa critérios de exportação da fruta para a União Europeia

Brasília (27/07/2018) – A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e produtores exportadores de limão se reuniram nessa quinta (26) com o secretário executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Eumar Novacki, para debater critérios de exportação da fruta para a União Europeia.

Um dos argumentos do setor produtivo é com relação ao tamanho do pedúnculo (haste do galho da árvore) do limão. Há uma normativa do bloco econômico europeu que estabelece um limite de até 2 milímetros dessa haste.

O presidente da Comissão Nacional de Fruticultura da CNA, Luiz Roberto Barcelos, afirma que a retirada do pedúnculo, além de ser trabalhosa, aumenta os custos do produtor. “A nossa dificuldade é com relação à normativa brasileira, pois a União Europeia já está aceitando o limão com essa condição”.

Barcelos explica que a norma está desatualizada, já que ela foi estabelecida para evitar a entrada de um determinado vírus nos países europeus e no Brasil não há mais registros da doença.

“Não há motivos para o tamanho do pedúnculo ser de até 2 milímetros. Na verdade, ele ser maior que esse limite é fundamental para prevenir a entrada de pragas e doenças no fruto e aumentar o tempo de vida do limão nas gôndolas do supermercado”, disse Luiz Roberto. 

Durante a reunião, os produtores defenderam a atualização da normativa para aumentar o tamanho do pedúnculo e garantir a entrada no mercado europeu e solicitaram ao Ministério da Agricultura que notifique a autoridade fitossanitária da União Europeia para buscar um alinhamento sobre o tema.

Assessoria de Comunicação CNA/SENAR
Telefone: (61) 2109 1419

flickr.com/photos/canaldoprodutor
cnabrasil.org.br
senar.org.br
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
twitter.com/SENARBrasil
facebook.com/SENARBrasil

Veja também